Sábado, 04 de Julho de 2020 00:26
(71) 98269-0816
Polícia Brasil

PF prende acusados de aplicar golpe em beneficiários do auxílio emergencial

Presos no Espírito Santo, os homens clonavam cartões magnéticos de beneficiários de programas sociais que estão recebendo o auxílio governamental

20/05/2020 15h28
Por: Juliana Ribeiro Fonte: Metro1
Foto: Jefferson Peixoto
Foto: Jefferson Peixoto

Policiais federais prenderam, no Espírito Santo, dois homens acusados de clonar cartões magnéticos de beneficiários de programas sociais como o Bolsa Família e que estão recebendo o auxílio emergencial de R$ 600, conhecido como coronavoucher, criado para minimizar os efeitos econômicos e sociais da pandemia da covid-19.

 

Os dois homens foram detidos em flagrante, na noite desta terça-feira (19), em Vila Velha. Segundo o delegado federal Leonardo Rabello, chefe da delegacia de Combate aos Crimes Fazendários, investigadores do Serviço de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Federal (PF) chegaram aos acusados após a Caixa fornecer a relação das agências bancárias estaduais com o maior número de contestações de saques indevidos do auxílio emergencial.

 

De acordo com o delegado, a dupla instalava dispositivos eletrônicos nos terminais de autoatendimento de agências bancárias e, assim, conseguia clonar os cartões de benefícios sociais e filmar o momento em que as vítimas digitavam suas senhas de segurança.

 

Quando foram flagrados, os dois homens carregavam parte dos aparelhos usados no golpe. De acordo com a PF, eles tinham acabado de atuar em agências da Caixa nos bairros do Ibes, em Vila Velha, e Jucutuquara, em Vitória, distante cerca de 11 quilômetros.

 

Quando foram flagrados, os dois homens carregavam parte dos aparelhos usados no golpe. De acordo com a PF, eles tinham acabado de atuar em agências da Caixa nos bairros Ibes, em Vila Velha, e Jucutuquara, em Vitória, distante cerca de 11 quilômetros.

 

Segundo o delegado federal, o fato de os cartões magnéticos distribuídos aos beneficiários de programas sociais não conterem chips de segurança facilitou a ação dos criminosos. A PF estima que a dupla já havia desviado R$ 110 mil. E investiga se o crime está ocorrendo também em outros estados.

 

“É o conhecido [golpe do] chupa-cabra. Que era muito usado no passado, mas que diminuiu consideravelmente em função do trabalho de segurança dos bancos, cujos cartões agora contém chips magnéticos”, disse Rabello, enfatizando que o pagamento de benefícios sociais por intermédio do uso de cartões sem chip “gera uma janela de oportunidade para grupos criminosos atuarem”.

 

Criminosos têm antecedentes

 

Os dois homens presos ontem já são conhecidos por aplicar este tipo de golpe. Um deles tem dois mandados de prisão em aberto por fraudes bancárias com o uso de chupa-cabra em outros estados. O outro já cumpriu pena de prisão pelo mesmo motivo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 00h22 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 29°

23° Sensação
4 km/h Vento
89% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (05/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol e Chuva
Segunda (06/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 29°

Sol e Chuva