Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Brasil Militares

Militares veem agressão ao Brasil e dizem que Bolsonaro deve se manifestar

Os soldados venezuelanos atiraram bombas de gás no território brasileiro

24/02/2019 às 14h15
Por: Redação Fonte: Estadão Conteúdo
Compartilhe:
Foto: AFP
Foto: AFP
As primeiras impressões de oficiais do Exército envolvidos na Operação Acolhida e integrantes do pelotão de fronteira do 7º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), responsável pela segurança, são de que as forças venezuelanas "agrediram o Brasil".

Os soldados avançaram sobre a fronteira ao se deslocarem até o último marco físico e revidarem as pedradas, além de terem disparado bombas de gás contra o território nacional. "Quem vai dizer que foi uma agressão ao País é o presidente, nosso comandante. Não reconhecemos o governo Maduro. A diplomacia já disse isso e é quem deve se manifestar", disse o coronel José Jacaúna, chefe da Operação Acolhida que, segundo ele, foi prejudicada e paralisada hoje.

A situação foi comparada por um militar a conflitos ocorridos durante a missão de paz da ONU no Haiti, liderada pelo Brasil. Ele pediu para não ser identificado e disse que o Exército agiu apenas com alguns militares desarmados na linha de fronteira para "evitar uma escalada desnecessária da violência".

%BANNER%
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Veja também
Salvador - BA Atualizado às 19h52 - Fonte: ClimaTempo
29°
Nuvens esparsas

Mín. 24° Máx. 29°

Seg 28°C 24°C
Ter 29°C 24°C
Qua 29°C 23°C
Qui 29°C 23°C
Sex 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes