Domingo, 16 de Janeiro de 2022
Bahia Rodoviários

Rodoviários denunciam manutenção caótica dos veículos, segurança, atrasos de pagamentos e outras dificuldades

07/08/2019 às 14h16
Por: Redação Fonte: VN
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Não é de hoje que rodoviários enfrentam diversos problemas durante o trabalho. Profissionais revelaram que há alguns obstáculos que impedem a boa condução dos coletivos, a exemplo da manutenção dos veículos, o atendimento psicológico que recebem da empresa e até falta de recolhimento do fundo de garantia estaria em falta, segundo alguns profissionais.

Segurança
Uma das reclamações mais recorrentes da categoria diz respeito à segurança. Segundo informaram, em diversos pontos da cidade não há policiamento: Se eu disser que não vou, a fiscalização notifica. Ás vezes você percebe que tem dois marginais ali. Mas o cara da Transalvador está ali marcando o horário. Eu sei que está entrando dois vagabundos, mas não tenho a quem recorrer. Saindo da Paralela até a Estação Mussurunga não tem uma viatura. Apenas no Cab”, denunciou um rodoviário”.

Ele contou ainda que já viu um idoso levar um tiro através do retrovisor: “Outro dia vi um senhor tomar um tiro. Levei ao Samu, mas estava morto”.

A Polícia Militar recomenda que rodoviários e passageiros liguem para o 190 ou o disque denúncia 3235-0000 ao notar suspeitos ou ou ações delituosas. A PM informa ainda que realiza patrulhamento e abordagens nos corredores viários de tráfego, nos terminais de ônibus, estações de trem e metrô e que é importante registrar a ocorrência.

Atendimento psicológico
E se nas ruas a falta de segurança é criticada, dentro da empresa os rodoviários afirmam que não têm atendimento psicológico quando passam por uma situação como assalto ou até assassinato dentro do veículo:

“O pessoal do Recursos Humanos só faz recrutamento e seleção. Não chama o funcionário pra dar uma relaxada. Muita gente critica muita coisa sem saber o que a gente passa atrás do volante. Outro dia vi um senhor tomar um tiro. Levei ao Samu, mas já estava morto. Procure saber se a empresa procurou fazer um tratamento psicológico. Nenhum. Não é aposentar. É descansar, esfriar a cabeça. Só querem que o carro esteja na rua rodando”, desabafou um rodoviário.

Procurada, a Integra afirmou que questões relacionadas aos rodoviários deveriam ser tratadas com o assessor de relações sindicais Jorge Castro, que afirmou que a psicologia não é tratada de qualquer maneira e cada profissional reage de forma diferente às diversas situações:

“Quando tem uma reação do indivíduo, é claro que passa pelo psicologo. Tem quem passa por um assalto e não tem problema. Tem quem passa e tem. A psicologia não pode ser tratada assim. A depender, tudo é feito, independente de assalto. Ás vezes a pessoa tá triste, depressiva, surtando por qualquer razão, é claro que atendemos”, relatou.

Recolhimento do FGTS
Rodoviários afirmaram ainda que muitos motoristas e cobradores estão sem o recolhimento mensal do FGTS há cerca de 2 anos. Segundo eles, esta deficiência atinge diversos colegas, que só seguem na profissão por falta de oportunidade em outros locais: “Se eu pudesse, iria pra outro lugar, mas o mercado está muito difícil”, afirmou.

Sobre o possível atraso no recolhimento do FGTS, Jorge Castro afirmou que desconhece a informação.

Transporte à garagem
Segundo um rodoviário, sob o apoio de colegas próximos, vários profissionais não tem como chegar à garagem ou ao ponto para pegar o ônibus, justamente por serem os primeiros motoristas a rodar. Ele reconheceu que a empresa tem um sistema de transporte para levar os funcionários e buscar em horários em que não há ônibus nas ruas. Entretanto, segundo rodoviários, por volta das 3h da manhã, muitos precisam encontrar carona, ir andando e “dar seu jeito” para chegar até o veículo.

A assessoria de relações sindicais afirmou que o “leva” e o “apanha” é estabelecido na convenção coletiva, e não há possibilidades de um rodoviário do horário não ser assistido pelo sistema: “Zero de possibilidades. A convenção coletiva estabelece isso. Somos obrigados a fazer. Tem o leva e o apanha, que transporta o pessoal nos horários que não tem transporte público”.

Manutenção
Outro assunto recorrente entre os rodoviários, que afirmaram inclusive que alguns veículos não tem condição de estar nas ruas: “A dificuldade principal é a manutenção. Veículos velhos, ruins, trânsito. Um carro como esse não tem mais condição de rodar. Pisa numa embreagem dessa só falta estourar o joelho, de tão dura que é. Aqui ficamos sentados nos ferros, praticamente, por que as espumas estão acabadas. Um banco desse ninguém reforma. Quem disser que reforma é mentira. Tem motorista magro, gordo. É como se tivesse sentado no chão. É terrível”.

Sobre a manutenção dos coletivos, o assessor afirmou que, como são dois mil e trezentos veículos, não tem como realizar manutenção diária, mas a recomendação é que o rodoviário registre as demandas no relatório de veículos ou acione um fiscal da prefeitura: “Tem dois mil e trezentos ônibus nas ruas todos os dias. É evidente que um ou outro apresente problema. É normal. Ás vezes a gente não percebe. Dizer que a empresa não conserta não tem sentido. Inclusive a própria prefeitura manda recolher o carro. Não tenho dúvidas que pode haver o problema”.

Pagamento de horas extras
Foi informado ainda que rodoviários enfrentam dificuldades com o pagamento das horas-extras. Segundo um motorista, muitas vezes o profissional que assumiria o veículo depois do seu horário de trabalho tem algum problema e não comparece. Para não deixar o carro, muitas vezes no meio do caminho, com passageiros, o motorista decide por assumir o turno. Na hora de receber o pagamento deste trabalho extra, muitos passariam por dificuldades.

Jorge Castro afirmou que não há dificuldades com o pagamento da hora extra: “Rodoviário coloca na caderneta todas as horas extras. No final do mês, antes de fechar o contra-cheque eles conferem. Se tiver diferença ele vai ao setor de pessoal e conserta na hora. Hoje, inclusive, tem aplicativo no telefone do rodoviário”, explicou.

“Essas coisas que vão acontecendo e você vai ficando tenso”, resumiu um rodoviário.
%BANNER%
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA Atualizado às 19h13 - Fonte: ClimaTempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 29°

Seg 29°C 23°C
Ter 30°C 24°C
Qua 31°C 23°C
Qui 32°C 24°C
Sex 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes