Domingo, 17 de Outubro de 2021
Bahia Mais

Mais de 60 vozes baianas homenageiam Irmã Dulce em projeto de Durval Lelys e Alexandre Peixe

29/08/2019 às 16h11
Por: Redação Fonte: Bahia.ba
Compartilhe:
Foto: reprodução
Foto: reprodução
Mais de 60 vozes da música baiana se unem em uma grande homenagem a Irmã Dulce, a primeira mulher nascida no Brasil que se tornará santa. A religiosa baiana será canonizada no dia 13 de outubro próximo, numa missa celebrada pelo Papa Francisco, no Vaticano, em Roma, e passará a se chamar Santa Dulce dos Pobres.

O projeto ‘A Bahia Canta Sua Santa’ é uma forma de retribuir à beata tudo o que ela fez pela Bahia. Em entrevista ao bahia.ba, os amigos e compositores da canção em homenagem à santa, Durval Lelys e Alexandre Peixe, contam que a ideia da canção surgiu de forma natural.

“A ideia desse projeto veio em um jantar (com Peixe e o produtor Dito Martins), de uma forma bem natural. A nossa proposta era ter um coletivo musical de artistas baianos para fazer essa homenagem à santa”, revela Durvalino.

A ideia inicial era de que 50 artistas participassem da homenagem, mas o interesse de outros cantores em participar do projeto foi tão grande que hoje a canção conta com 64 intérpretes. “Eu e Peixe começamos a fazer a captação das vozes baianas, através de contato entre amigos e resgatando o maior número possível de artistas que pudessem e quisessem participar desse projeto. E Ave Maria, tem é gente, viu? Nós já estamos com 64 pessoas participando do projeto”, contou Durval.


Para unir todas as vozes do projeto, que conta também com apoio do publicitário Nizan Guanes, foi escolhido o arranjo musical de Flávio Morgade.

Já deram voz à homenagem os cantores e bandas Filhos de Jorge, Ricardo Chaves, Carla Christina, Leo Macedo, Tuca Fernandes, Vitor Kelsh, Jorge Zarath, Magary Lord, Mateus Vidal, Adelmário Coelho, Sarajane, Adelmo Casé, Sérgio Nunes, Dão Black, Lazzo Matumbi, Marcia Freire, Norberto Curvelo, Átila, Marcionílio, Denny Denan, Margareth Menezes, Julio Cavalcanti, Kleber, Khill Chiclete, Ana Mammeto, Marcia Short, Joka, Tonho Matéria, Gabriel, Matildes, Aiace Félix, Saulo, Alexandre Peixe, Luiz Caldas, André Macedo, Zé Paulo, Zé Onório, Will Carvalho, Mari Antunes, Confraria da Música, Me Gusta – DH8, Tatau, Janete, Ninha, Robson, Edu Casanova, Buk Jones, Graça Onaserê, Felipe (Eva), Preta Gil e Ivete.

Além das versões com os artistas baianos, a homenagem a Santa Dulce terá uma versão lírica interpretada por Thiago Arancam. “Temos também uma versão lírica com Thiago Arancam, que foi gravada na semana passada. Ele foi convidado pela própria instituição para cantar na Fonte Nova o Hino do Senhor do Bonfim, e quando ele soube desse projeto, ele quis se envolver”, revelou Alexandre Peixe.

Todo o material vem sendo captado no estúdio de Durval Lelys. Isso envolve áudio e imagem, que na sexta-feira (30) completa um mês de gravação, e Peixe afirma que “vem sendo divertido e emocionante” acompanhar o processo de produção e a doação dos artistas. “Nós temos artistas de gêneros muito diferentes nessa homenagem, Serginho do Adão Negro também tá participando, Ivete Sangalo. É uma coisa bem bacana isso que está acontecendo. O pessoal toma conhecimento da homenagem e faz questão de vir aqui e se doar para esse projeto, no sentido de cantar com o coração”.


Uma mulher que se doou integralmente na sua linda missão de ajudar o outro. Salve Irmã Dulce. #IrmãDulce #CanonizaçãodeIrmãDulce #ABahiaCantaASuaSanta @obrasirmadulce Uma publicação compartilhada por Veveta (@ivetesangalo) em 29 de Ago, 2019 às 9:41 PDT

 Peixe lembra de um pedido “engraçado” que recebeu de Armando Macêdo. “Um dia desses Armandinho soube das gravações e ligou para Durval dizendo ‘tem que ter uma guitarra baiana cantando para a Santa’, e agora vamos ter. Ele fez questão de gravar uma versão instrumental. Então o pessoal se convida e faz questão mesmo de participar”.

Para deixar a homenagem a Santa Dulce dos Pobres ainda mais bonita, os artistas fizeram um pouco mais, e toda a verba arrecadada com o projeto será automaticamente revertida para as Obras Sociais Irmã Dulce, conta Durval. “A música é de autoria da instituição, ou seja, tudo que a gente fez, as interpretações, o material, vai ficar de autoria da OSID, para que não passe por nenhum intermediário, e toda a renda arrecadada seja revertida para eles”.

Confira a letra de ‘A Bahia Canta Sua Santa’:

A Bahia inteira canta
para celebrar nossa santa
que cuidou de nós

Tocam sinos e atabaques
de um povo que viu seus milagres
foste a voz daqueles que não tem voz

Pequena e tão gigante
mãe desses Filhos de Gandhy
que entram em Roma
soltando as pombas
pombas da paz

Ouve teu povo cantando
nas portas do Vaticano
ele tem fé, ele tem axé
ele veio a pé

É a Bahia que canta
Santa Dulce, a nossa santa
que está no céu
cuidando da gente
diariamente

Pequena e tão gigante…..

Ouve teu povo cantando….

%BANNER%
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA Atualizado às 00h58 - Fonte: ClimaTempo
26°
Alguma nebulosidade

Mín. 24° Máx. 29°

Seg 30°C 23°C
Ter 30°C 23°C
Qua 29°C 24°C
Qui 26°C 24°C
Sex 28°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes